S01E04e05 – “Aliens of London” e “World War Three”

capa s01e04e05

No episódio dessa semana JP, Thales Martins e Raphael Salimena participam de uma convenção de gordos, testemunham uma invasão alienígena e se apaixonam por um animalzinho muito especial:

Ouça agora ou faça o download (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Link ou Destino Como). Ou assine o nosso feed.

Fale com a gente no e-mail whocarespod@gmail.com, no twitter @WhoCaresPod, ou no facebook.com/WhoCaresPod

Enquete: o que você achou dos episódios “Aliens of London” e “World War Three”? Dê sua nota!



Comentados neste episódio:

  • Gata, o vilão de Changeman que é primo dos Slitheen:

gata_slitheen

 

Anúncios

36 pensamentos sobre “S01E04e05 – “Aliens of London” e “World War Three”

  1. Olá povo!Gostei muito do cast de vocês.Sem fanboyzice,só pessoas que curtem DW mas não morrem (ou matam) por causa disso.Fiquei fã mesmo.

    Há uns 6,7 anos me interessei pela sinopse ,assisti ao primeiro episódio e detestei.Nem foi pela tosquice porque sou fã de Star Trek Clássica mas a série não me prendeu.Aí um belo dia ligo na TV Cultura e estava passando algo interessante,que só soube que era DW no intervalo;não lembro qual o episódio -era do meio pro fim da última temporada do Tennant -mas apesar da dublagem me-do-nha da Cultura a história me cativou e fui atrás de assistir tudo desde o começo -menos a clássica que vou encarar aos poucos !Agora sou uma fã-não-whovian ou seja,não sou daquelas (ou daqueles ) tipo “ai-meu-deus-quero-dar-pro-Tennant” (bom …se ele quiser…quem sou eu pra negar alguma coisa pro Doctor ,né?)!
    Gosto muito de DW,assisto a série e me interesso pelo universo expandido mas sem stress.Nada a ver ficar discutindo Moffat/Davies,”odiar de morte a sirigaita ” da Rose ou “a songa-monga” da Marta.A gente tem preferência por um ou outro personagem ou intérprete do Doutor mas no final das contas é SÓ UMA FICÇÂO.Como já disse Shatner, o William:”Get life!”

    Terminando esta singela cartinha 🙂 minha nota pros episódios 4/5 é 7.Pro cast é 8,5.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Segunda, no Doctor Who World Tour, perguntaram qual era o vilão preferido da Jenna, do Moffat e do Capaldi. O Capaldi deu uma sacaneada na galera citando um monstro aleatório que ninguém sabia quem era, e cujo nome inclusive eu não entendi direito e já esqueci. Deve ter sido um vilão tosco do arco de 65 e só lembra quem foi criança na época ou aquele fã muito hardcore. A única pessoa que riu, é claro, foi o Moffat, que mandou um “I see what you did there”.

    Eu espero sinceramente que nos 100 anos da série o trigésimo doutor/ doutora – que era só uma criança em 2005 – cite os Slitheen e ninguém entenda a piada.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Olá a todos.

    Vocês tem uma pagação de pau para esse Christopher Eccleston que se fosse no mdm e falaria algo como “dá pra ele, então”. Brincadeiras a parte, eu acho Eccleston um doutor que “não fede nem cheira” e me parece que vocês estão tentando compensar tudo de ruim que a internet fala dele ou talvez gostem dele mesmo (vai saber). Tá certo que em alguns momentos ele está muito bem, mas em outros fica parecendo que ele está com uma má vontade danada.

    Enfim, o episódio 3 foi o primeiro que eu gostei da série e esse dois até que não achei ruim também. Fora os efeitos especiais terríveis, o roteiro está bem maneiro. Alias, uma coisa que eu admiro na série é que o roteiro parece ser mais importante do que os efeitos. Vejam, por exemplo, o lobisomem de SuperNatural, que não tem pêlos pelo corpo inteiro, apenas é meio Wolverine, pois os caras não tinham orçamento. Já o lobisomem que aparece em um episódio da segunda temporada dessa nova série de Doctor Who, é um CG extremamente tosco, mas aparece várias vezes no episódio, sendo que era o que eles poderiam fazer com o orçamento da série.

    É isso e continuem o bom trabalho.

    Curtir

  4. Então. Vinha acompanhando com estranheza esse revival do Doctor Who, pois não sou aficcionado da série e nem entendo o apelo insano dela para seus fãs. Vi o especial Day of the Doctor, acho que no ano passado, e continuei a achando awkward, no máximo legalzinha. Porém continuo no caminho em busca da luz, tenho ouvido com afinco e dedicação escolar os whocarescats, e comecei a acompanhar a série desde o início no Netflix, na ordem dos seus podcast. Já adianto que sou fã de Star Trek Clássica e Nova Geração, então a tosqueira já mora no meu coração. Está sendo uma experiência antropológica, e é interessante ver a diferença de perspectiva entre os fãs hardcore e os incautos que se atrevem a acompanhá-los. Imagino que vocês próprios já tenham passado por esse estranhamento em relação aos Whovians de raiz que usam o cachecol do Doutor número x ou o o boné do Doutor número y. Resumindo, estarei por aqui também dividindo minha estupefação com vocês, até ter a mente completamente purificada das gratuidades que aprendemos em outros blogs que não levam a cultura pop a sério.
    Sobre o episódio, estou com o Thales, curti muito, bem melhor do que o do Charles Dickens, e achei bem legal ter sido dividido em 2 episódios, pois deu pra passear pelos vários núcleos com calma. SIm, ri das piadas dos gordos peidando.
    Uma coisa que não vi comentarem e que me incomoda bastante são aqueles sorrisos forçados do ator do Dr. Who, que fica querendo enfatizar a idéia de como tudo é trivial e de como ele é alien e descolado.
    Outra coisa: A Billie Piper é muito gata, seus viados, bichas, duas bichas.
    Sem mais.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Como já havia comentado no primeiro podcast, esses Slitheens de Raxacoricopiracicaba são a prova de fogo pra quem tá começando ver a série. Mas revendo esses episódios já com toda a bagagem de ter assistido tudo, eles até que são legais, e até deu uma saudade da tosqueira.
    O podcast tá foda, não parem por favor!

    ps.: As fichas técnicas do Thales poderiam ser escritas em um tweet e mesmo assim não faltaria nenhuma informação relevante. Eccleston, Piper e um monte de ator bucha hahaha.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Esse é um show de trash, e ainda me inventam de fazer um episódio duplo affs, pra quê fazer isso? rsrs…eu não sei se é culpa do baixo orçamento, ou se o episódio simplesmente não se leva à sério mesmo (ou os dois), mas ao assistí-lo só o que dá pra fazer é rir da tosquice. Os tais aliens iriam causar a 3º guerrra mundial e em nenhum momento vc consegue acreditar nisso, ou se sentir apreensiva, aliás, os próprios aliens são seres de cara bizonha, peidões e com um zíper na testa….é palhaçada! kkkkkkkk…
    Pra piorar, esse episódio é um dos que mais aparece a Jackie e o Mickey, que são dois dos personagens mais insuportáveis de DW (só perdem pro Master). Só o que se salva nele são alguns diálogos engraçados e/ou informativos.
    E o mais triste é que esse nem é o pior episódio da temporada, porque tem aquela bomba daquele especial de natal (christmas invasion), por isso tive que dar nota de 2 estrelas pra ele!
    Na minha opinião, existe uma insinuação sim (ao longo da temporada) de uma relação entre o 9º doctor e a Rose, que provém, principalmente, da própria Rose. Mas talvez seja só o jeito dela mesmo, ela é muito dada (no bom sentido), compreensiva, carinhosa e tal.

    Curtir

  7. Pessoal tá de parabéns, sobreviveu a estes episódios.
    Não sei se eu me confundi com a dúvida do Thalles, de como os monstros levaram choque do Doutor, mas se não me falha a memória (não vou rever o episódio nem a pau!) ele usa a própria “coleira” para este choque.
    Em minha jornada a favor do Eccleston, além do luto do porco, gosto muito do sorriso quando ele vê o bichim pela primeira vez, bem algo de um explorador que ve algo novo.
    Acho que a cena que define o Doctor do Eccleston é no Doctor Dances, o jeito que ele faz no começo do episódio para resolver a “treta”.

    Abraços e continuem com o bom trabalho!

    Curtido por 1 pessoa

  8. Nesse episódio eu estava na fase “sério que é isso que a galera gosta tanto?”, mas os bebezões aliens nunca saíram da minha mente… Traumatizante!
    Mesmo assim, como bom Quemsiano, deu vontade de rever essa pérola só por causa do porquinho!
    Aliás, cadê a imagem do porquinho aqui no post?

    Curtir

  9. Vendo o episodio, na verdade os creditos do Episodio, aparece o nome do Desenhista Bryan Hitch, de Os Supremos, Authority e etc.. “Concept Designer”, cara, sera que ele e o responsavel por desenvolver o visual dos Slitheens?? E que tipo de droga louca ele tava usando???

    Russel T. Davis tem alguma coisa com porco. A era dele a frente da serie ainda nos vai trazer mais porcos.. auhhaahua

    Quanto aos episodios, não tenho nada contra eles, mas não são meus favoritos. Eu ainda acho o episodio seguinte ao “Dalek” mais fraquinho.
    Bom Podcast negada Quensiana.. auhuhauaha

    Curtir

  10. Vendo os Slitheens, não tive como não lembrar do filme Viagem ao Mundo dos Sonhos (Explorers), com o Ethan Hawke e o River Phoenix ainda piás, principalmente após a revelação de que eles eram uma família hehe

    Curtir

  11. Esse episódio é muito duvidoso, mas o começo dele é muito bacana – principalmente com essa parada do Mickey ser culpado, a consequência da Rose ficar fora durante 1 ano.

    Genial irem ver pela TV com as crianças enchendo o saco dele, genial o porquinho rosa (quando eu pelo menos esperava algo mirabolante e aí me aparece um porquinho, haha). Mas não comprei de forma nenhuma os ‘vilões’ gordos ‘trocando gás’, puta desculpa horrorosa pra manter uma gag de quarta série fazendo piada com peido. Francamente, Russel!

    No mais, a trilha sonora do cast é excelente, senhores!

    Curtir

  12. Ri bastante nos episódios, só não entendo qual a dificuldade de atirar em alguém em um elevador antes dele entrar e fechar a porta, sendo que já se esta mirando, com o dedo no gatilho e o elevador ainda da um sinal sonoro avisando que vai abrir.

    Quando rola a batida da policia, o Mike não decepciona depois ele ainda para pra tirar a foto do bicho.

    Curtir

  13. Fico muito grata de poder escutar um BOM podcast a respeito de Doctor Who, e mais surpresa ainda de ter integrantes do MDM que não destratam seus ouvintes XD~~
    Estou adorando! A conversa é divertida , a edição é boa e as atualizações estão em um ritmo muito bom.
    ps: aguardo ansiosa pelo novo layout do site com o porquinho 😄

    Curtir

  14. Olha só que ótimo… Ainda bem que fizeram dessa forma e os episódios duplos ficam como um Who Cares único, assim como sugeri no meu email. Sério, parabéns. Formato perfeito pros fãs da série!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s